Festival da Primavera 2016 ganha mais dias e locais na quarta edição

Festival da Primavera 2016 ganha mais dias e locais na quarta edição

No quarto ano de realização, o Festival da Primavera edição 2016 vai celebrar a estação mais colorida do ano com mais dias, locais e atrações para todos os gostos em Salvador. A programação completa foi divulgada nesta quinta-feira (1º), no Palácio Thomé de Souza, com as presenças do prefeito ACM Neto; do secretário de Cultura e Turismo, Érico Mendonça; do presidente da Saltur, Isaac Edington; do presidente da Fundação Gregório de Mattos (FGM), Fernando Guerreiro; representantes das empresas patrocinadoras Obrigado, Schin e Air Europa; demais autoridades, representantes do setor cultural e imprensa.

 

Organizado pela Prefeitura por meio da Empresa Salvador Turismo (Saltur), o evento completamente gratuito sai de um final de semana e é ampliado para oito dias, sendo realizado de 21 a 30 deste mês. Além do Rio Vermelho, que foi palco das atrações durante os dois primeiros anos, entram na grade outros espaços que foram recentemente requalificados, como o Centro Histórico, o Mercado Modelo, o Parque da Cidade e a Barra. Também estarão presentes no Festival locais queridos do público como o canteiro central da avenida Centenário e avenida Professor Magalhães Neto (Costa Azul).

 

A extensa programação conta com muita música, esporte, gastronomia, lazer, teatro, dança, circo, literatura, artesanato, bikes, feiras e promoção de qualidade de vida para soteropolitanos e turistas. Ao todo, serão mais de 36h de shows e mais de 100 atividades. Dentre os principais destaques estão as apresentações da cantora Maria Gadu e da banda Blitz, no Rio Vermelho, primeira edição do festival gastronômico Primavera Gourmet, supercompetição de skate no Parque da Cidade e encontro ciclístico. Presente em todas as edições, A Feira da Cidade trará o famoso mix artesanato-gastronomia-cultura na avenida Centenário.

 

O prefeito lembrou que o Festival da Primavera já faz parte do calendário de eventos da cidade e que surgiu com a ideia de celebrar a estação da flores na capital baiana, tornando-se ao longo dos anos em um evento cada vez mais colorido e espalhado pela cidade e dialogando com todos o setor cultural. Para este ano, a ideia foi aproveitar os espaços públicos requalificados para oferecer uma multiplicidade de atrações. A iniciativa ajuda a movimentar a cidade, a economia e a geração de emprego, além de atrair turistas para Salvador. O toque especial, segundo o gestor, foi a inclusão do Centro Histórico na programação, que terá um conjunto de atividades importantes dentro do programa Pelourinho Dia e Noite.

 

De acordo com o presidente da Saltur, o mês de setembro é muito importante para a cidade, principalmente pelo reflorescimento de Salvador nos últimos quatro anos. “É uma data especial não apenas para a estratégia de turismo e humanização dos espaços públicos, mas principalmente por ser nosso pré-Verão. Com isso, o Festival ganha a cada ano mais força”, salienta Isaac Edington. Ele salientou ainda que o investimento está em torno de R$1 milhão, praticamente todo com recursos da iniciativa privada.

 

Espaços culturais – O Festival da Primavera englobará ainda os espaços culturais da cidade, que prometem levar ainda mais cultura para a população. As ações acontecem na Casa do Rio Vermelho, Fortes Santa Maria (Espaço Pierre Verger da Fotografia Baiana) e São Diogo (Espaço Carybé das Artes), Espaço Cultural da Barroquinha, Teatro Gregório de Mattos e Casa do Benin, e são coordenados pela FGM e Secult. Serão realizados o projeto Personagens Vivos, Aula de Dança Afro, Made in Bahia – Slleyk da Bahia, Primavera Literária, Concerto AfroSinfônico, De Transs para a frente, recepção da Guarda Histórica e apresentação da Banda Militar, ambas da 6ª Região Militar.

 

Música – A parte musical do Festival da Primavera 2016 está bastante diversificada, tendo como destaque atrações locais. Na programação estão a guitarra elétrica de Fred Menendez com o Rixô Elétrico, Orquestra Sinfônica Arte Viva, a banda O Liberato (uma das vencedoras do Festival de Música Universitária de Salvador – Musa), os cantores Guga Meira e Katê, Oficinas de Frevos e Dobrados – Fred Dantas e Bonecões Mamulengos, Paroano Sai Milhó e o grupo Quabales, dentre outros. As atrações nacionais são a cantora Maria Gadu, um dos principais nomes da nova geração da MPB, e a irreverência da banda Blitz, que revive o clima oitentista com a irreverência de Evandro Mesquita.

 

Família – É claro que a programação também contempla atrações para toda a família. Além d’A Feira da Cidade, que completa dois anos em pleno Festival da Primavera, serão oferecidas aulas de yoga, Power Pneu, alongamento, futebol de bolha, oficinas de arte circense, contação de histórias, Salvador Food Park, 11º Encontro Cicloturístico e até mesmo Campeonato de Skate Amador. Toda a programação será disponibilizada no site e redes sociais da Prefeitura.

 

 Fonte: Subúrbio News

 

Notícias