CMFS: Líder governista faz esclarecimento e defende Município das críticas de vereador oposicionista

CMFS: Líder governista faz esclarecimento e defende Município das críticas de vereador oposicionista

O líder governista, o vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (DEM), na sessão ordinária desta terça-feira (05), durante pronunciamento defendeu o Município das críticas feitas pelo colega vereador oposicionista, Zé Filé (PROS).
Zé Filé cobrou o atendimento de médicos especialistas nos PSFs (Programa de Saúde da Família) e Lulinha esclareceu que nestas unidades não há especialistas, informando sobre o convênio do Governo Federal. “PFS é um programa e a sua grade liberada pelo Governo Federal conta com um clínico geral, um enfermeiro, dois técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde. Especialistas são encontrados apenas nas policlínicas, UBSs, inclusive no município têm 15 unidades que têm vários especialistas e UPAs, o prefeito não pode alterar um programa para colocar especialistas. Acredito que o vereador Zé Filé está mal informado. Alguns PSFs contam com um dentista, contratação aprovada pelo Governo Federal, mas médicos especialistas, não”, explicou Lulinha.
Ainda no uso da tribuna, o líder governista continuou a esclarecer, “quando o paciente chega ao PFS ele é atendido pelo clínico e, se necessário, é encaminhado a um especialista, que pode ser na policlínica ou através da central de regulação. Inclusive, nesta policlínica inaugurada pelo Governo do Estado, o Município está investindo R$ 1 milhão 200 mil, aprovado nesta Casa como uma espécie de convênio para atender melhor a comunidade, quem vai pagar? O município”, informou.
Para finalizar, Lulinha ressaltou a importância de fazer os devidos esclarecimentos. “Pois, muitas pessoas não sabem como funcionam e acreditam em tudo que ouvem. Estamos vendo, o Governo do Estado dizer que fez um segundo Hospital Clériston Andrade, quando construiu um puxadinho para enganar a comunidade. Zé Filé deve cobrar a regulação de média e alta complexidade, pois as pessoas estão morrendo sem fazer cirurgia”, findou.
Fonte: Municípios em Foco
Notícias Política