Células imunes da covid-19 são encontradas em quem não ficou doente

Células imunes da covid-19 são encontradas em quem não ficou doente

Apesar disso, não se sabe se ela é efetivamente uma proteção contra a covid-19, segundo estudo

Um estudo divulgado na revista científica Nature aponta que foram encontradas células imune contra o novo coronavírus em amostras sanguíneas de 100 voluntários, entre eles alguns que não foram expostos à doença.

O fato, segundo os cientistas, pode ser explicado por exposições prévias a outros tipos de coronavírus. As células reativas T (também conhecidas como linfócitos T, ajudam o organismo na defesa de infecções) foram encontradas em 83% dos pacientes que já tiveram a covid-19 e em 35% dos doadores de sangue que não foram infectados.

O estudo afirma que “a presença de células reativas como a S-cross e a T em uma quantidade mensurável na população em geral pode afetar as dinâmicas da pandemia e tem implicações para o desenvolvimento das vacinas contra a covid-19”.

Apesar de a célula imune ter sido encontrada em quem não teve a doença, não se sabe se ela é efetivamente uma proteção contra a covid-19. Então os 35% dos voluntários que ainda não foram infectados podem ou não podem contrair o vírus.

Fonte: Exame

Destaques Informação Notícias